Como Funciona

 

•  Atendimento clínico individual e de grupo para a comunidade escolar

 

– Atendimento à criança e adolescente:

Atendimento clínico individual e de grupo para os alunos das escolas, na faixa dos quatro aos dezessete anos. O encaminhamento é realizado pelos pais ou pelas escolas. Neste caso, a autorização dos pais é necessária.

 

– Atendimento aos adultos:

Para o atendimento de pais, responsáveis ou familiares é realizada uma entrevista, após a qual um contrato de atendimento é estabelecido. O mesmo acontece com funcionários da escola e professores, sendo os últimos atendidos fora do ambiente escolar (em consultório particular).

 

 

•  Oficinas Sócio-Educativas

 

O Projeto Girassol oferece diversas oficinas de cunho terapêutico com o objetivo de desenvolver o aspecto interpessoal, lúdico e técnico. Ao longo dos anos, já foram realizadas oficinas de: contos de fadas, bijouteria, jornal, “oficina de futuro”, corpo, costura, jiu-jitsu, vídeo, teatro, “como eu me vejo, como o outro me vê”, “faz-tudo”, fuxico, informática, dança, desenho, yoga, “falando de profissões”, entre outras.

 

São também oferecidas oficinas para os pais.

 

 

•  Reunião de pais e responsáveis

 

São realizadas reuniões com pais e responsáveis pelas crianças atendidas pelo Projeto Girassol, para que sejam assistidos em suas dificuldades e angústias mais prementes relacionadas ao desenvolvimento das crianças e à tarefa de educar.

 

 

•  Reunião com professores

 

Realizamos reuniões de reflexão e integração com a equipe docente sempre que solicitado pelas escolas.

 

 

•  Acompanhamento de crianças e famílias em situação de risco ou violência junto aos órgãos competentes (Conselho Tutelar, CEMASI, Promotoria, Juizado de Menores, etc).

 

 

– NORMAS DE FUNCIONAMENTO

 

•  Normas para os atendimentos

 

O atendimento psicológico na escola volta-se exclusivamente para a comunidade das escolas públicas que acolhem Projeto Girassol. São adotadas as seguintes normas para o atendimento:

– Os alunos só são atendidos com o consentimento dos pais;

– O paciente que falta a três consultas consecutivas sem justificativa ou aviso prévio recebe uma carta comunicando seu desligamento do tratamento. (Para reiniciar o tratamento dever-se-á cumprir nova inscrição);

– Os casos são conduzidos visando um possível encerramento no período de um ano, para que o serviço possa atingir um maior número de pessoas.

 

•  Supervisões

 

São realizados dois tipos de supervisão:

– Supervisão Geral

Consiste em uma reunião semanal de equipe para acompanhar todas as questões referentes ao desenvolvimento do trabalho.

– Supervisão Clínica

Em grupos de até cinco pessoas, este é um espaço de acompanhamento de casos clínicos.

 

•  Disposições Gerais

 

– Os profissionais envolvidos no projeto dedicam um mínimo de seis horas semanais para os atendimentos e supervisões;

– É obrigatória a participação semanal da Supervisão Geral e de uma Supervisão Clínica;

– O período mínimo de participação é de um ano;

– O profissional ou estagiário deve estar em processo terapêutico há no mínimo dois anos;

– Os participantes do projeto devem estar ou ter formação universitária na área de saúde.