• Normas para os atendimentos:

– Os alunos só são atendidos com o consentimento dos pais;

– O paciente que falta a três consultas consecutivas sem justificativa ou aviso prévio recebe uma carta comunicando seu desligamento do tratamento. (Para reiniciar o tratamento dever-se-á cumprir nova inscrição);

– Os casos são conduzidos visando um possível encerramento no período de um ano, para que o serviço possa atingir um maior número de pessoas.

• Supervisões

– Supervisão Geral: reunião semanal de equipe para acompanhar todas as questões referentes ao desenvolvimento do trabalho.

– Supervisão Clínica: espaço de acompanhamento de casos clínicos, em grupos de até cinco pessoas.

• Disposições Gerais

– Os profissionais envolvidos no projeto dedicam um mínimo de seis horas semanais para os atendimentos e supervisões;

– É obrigatória a participação semanal da Supervisão Geral e de uma Supervisão Clínica;

– O período mínimo de participação é de um ano;

– O profissional ou estagiário deve estar em processo terapêutico há no mínimo dois anos;

– Os participantes do projeto devem estar ou ter formação universitária na área de saúde.

O atendimento psicológico na escola volta-se exclusivamente para a comunidade das escolas públicas que acolhem Projeto Girassol.